Seguidores

sexta-feira, 29 de maio de 2020

ESPIRITISMO E PUBLICIDADE: a influência sobre a ordem social


Existindo desde a antiguidade, o Espiritismo ressurgiu em plena luz e à vista de todos. Para alguns simples conjunto de fenômenos sem qualquer importância. Para outros um caso sério que merecia combate porque balançava as estruturas da fé cega. No começo viram no Espiritismo apenas fenômenos materiais que se dirigia aos olhos como espetáculos, divertimentos.


Os observadores conscienciosos encontraram no Espiritismo a chave para uma multidão de mistérios que até seu advento eram incompreendidos. Daí surge toda uma doutrina, toda uma filosofia, até que se eleva à categoria de ciência moral, que falava a um só tempo ao coração e à inteligência.


Em pouco tempo de existência o jornal recém-fundado por Allan Kardec contava com assinantes de Paris, Inglaterra, Escócia, Holanda, Bélgica, Prússia, São Petersburgo, Moscou, Nápoles, Florença, Milão, Gênova, Turim, Genebra, Madri e Shangai, China, Batávia, Caiena, México, Canadá, Estados Unidos e outros tantos. Allan Kardec trocou cartas com brasileiro também.


Mas, o Espiritismo caminhou por sua própria força, fornecendo uma verdade consoladora, criando a esperança da verdadeira satisfação, proporcionando convicções sérias e duradouras, onde qualquer pensamento contrário tornaria o crente infeliz.


Entregue as próprias forças, o Espiritismo deu grandes passos, o que proporcionou a Allan Kardec, Codificador do Espiritismo, vaticinar: “se, por si mesmo, já deu tão grandes passos, que será quando dispuser da poderosa alavanca da grande publicidade! Enquanto aguarda esse momento, vai plantando balizas por toda parte”.


Na propagação do Espiritismo Allan Kardec distinguiu quatro fases ou períodos distintos:

   1. O da curiosidade, no qual os Espíritos batedores desempenharam o papel principal chamando a atenção, preparando os caminhos;

   2. O da observação no qual o Codificador ingressou. Também chamado de período filosófico. É nesse período que o Espiritismo se aprofunda e se depura, tendendo à unidade de Doutrina e constituindo-se em Ciência;


Para o futuro, previu Kardec que viriam em seguida:

    3. O da admissão, no qual o Espiritismo deve ocupar uma posição entre as crenças oficialmente reconhecidas[1];

   4. O período da influência sobre a ordem social. Quando a Humanidade, sob a influência das ideias Espíritas, entrará em um novo caminho moral.


Observação: ao tempo de Kardec a influência moral do Espiritismo atingia apenas a esfera individual e, segundo suas previsões, mais tarde, agiriam sobre as massas, para a felicidade geral.


Na atualidade do século 21, quando elaboramos essas notas, percebemos que a previsão de Allan Kardec quanto às poderosas ferramentas de publicidade encontradas a macheias e à disposição dos Espíritas se cumpriu. Blogs, redes sociais (facebook, whatsapp, instagram e outras), sites, plataformas de vídeos, além do rádio e TV, são alavancas poderosas de publicidade para a Doutrina. Como você percebe aqui, fazemos parte efetiva desse contingente.


Em nossa opinião, o Espiritismo não atingiu o terceiro período (ou fase) previsto por Allan Kardec. Há uma massa considerável de adeptos e simpatizantes, o que não quer dizer que todos sejam Espíritas sinceros ou verdadeiros Espíritas. É possível constatar, sem dúvida, que há uma plêiade de Espíritos encarnados trabalhando para o sucesso das previsões de Allan Kardec, assim como, outros tantos desencarnados engajados na missão.


Cabe-nos fazer mais para a divulgação da Doutrina Espírita como codificada por Allan Kardec. Pelo poder das ferramentas que temos e que não estiveram à disposição do Codificador, precisamos atingir a totalidade do planeta.


Somente assim serão dados os primeiros passos da fase quatro prevista por Kardec: a influência do sentimento de amor, fraternidade, solidariedade e igualdade sobre toda a Humanidade a fim de que sua regeneração moral, como novo caminho, comece a ser trilhado coletivamente.

 

 * Texto adaptado da publicação de Allan Kardec na Revista Espírita de Setembro de 1858, (PDF), Ed. FEB, p. 363-371.

 

Beto Ramos

Uberaba – MG, 29 de maio de 2020


[1] Entre os anos de 2000 a 2010 o Brasil teve um crescimento de 65% no número de adeptos. Segundo a Revista SUPER Interessante o Brasil é a maior nação Espírita do mundo. https://super.abril.com.br/cultura/por-que-o-espiritismo-pegou-tanto-no-brasil/ acesso em 29/05/2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Vamos debater temas sem disputar.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

DESTAQUE DA SEMANA

ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA – PARTE 101

- O LIVRO DOS ESPÍRITOS –  - LIVRO TERCEIRO – AS LEIS MORAIS –  - CAPÍTULO IV – LEI DE REPRODUÇÃO –  - III OBSTÁCULOS À REPRODUÇÃO –  IV – C...

MAIS VISITADAS